Dicas para Alavancar suas Vendas

COMO ALAVANCAR AS MINHAS VENDAS POR DELIVERY?

INTRODUÇÃO

Existem muitas pessoas talentosas nesse nosso Brasil. Na área da culinária então nem se fala. Lanches, pratos maravilhosos, sobremesas deliciosas e muito mais. E cada prato, cada sobremesa, cada sanduíche, cada pizza tem toda uma história de vida do empreendedor por trás dela.

Porém nem sempre os melhores cheffs, as melhores confeiteiras ou os melhores hamburgueiros sabem vender o seu produto tão bem quanto sabem fazê-lo. E é aqui que está o problema.

Como vender seu produto em meio a tantas opções no Ifood, UberEats e outras opções que tem por aí?

Bom isso não é uma tarefa fácil, mas é possível sim você se destacar no meio de tantos concorrentes se você levar à sério essas 5 dicas que eu irei te dar agora.

Fique atento.

  1. DEFINA O SEU PÚBLICO.


Como? É simples. Qual a qualidade você quer vender? A que preço?

Não há nada de mal em vender produtos com menos qualidade e com preços mais acessíveis. É uma estratégia.

Assim como vender doces melhores a preços mais caros também é uma estratégia. Defina bem para quem você quer vender os seus produtos e vá em frente.

  • ORGANIZE O SEU CARDÁPIO

Muitos empresários pecam na tarefa de elaborar o seu cardápio porque simplesmente querem vender de tudo e no final das contas não conseguem vender nada. E sem falar no prejuízo que os itens não vendidos começam a trazer. Alimentos são produtos perecíveis, não ficam a vida inteira disponíveis para você vende-los, portanto é preciso usar a cabeça.

  • Se está começando, inicie com um cardápio pequeno. O Simples é chique.

Não é vergonha nenhuma trabalhar com um cardápio enxuto, portanto selecione bem os produtos que você quer vender.

  • Se você já sabe quais são os pratos ou sabores de sobremesa, doces ou bolos que os consumidores mais gostam, mantenha esses itens no cardápio e faça o que puder para não deixar esses produtos indisponíveis.
  • FOTOS VENDEM.

NUNCA SE ESQUEÇA DISSO.

Se as pessoas ainda não provaram o seu produto, como poderão saber se ele realmente é tão bom assim? Você precisa mostrar isso na primeira foto do produto.

Somos seres visuais quer você goste ou não, quer concorde ou não.

“Aquilo que não é visto não é comprado.”

“Uma imagem vale mais que mil palavras.”

Lembra desses jargões, pois é, são reais. Se as pessoas não gostarem do que elas estão vendo, você acha mesmo que elas irão comer?

Refeições, lanches, doces, sobremesas, tortas, bolos, quitandas, pão de queijo, mané pelado. Não importa o que você faz, se quer vender então trate de tirar fotos maravilhosas.

  • SE COMPROMETA COM O SEU PÚBLICO.

Você já pediu um bolo pelo aplicativo de delivery e a primeira vez foi tão maravilhosa que deu vontade de pedir de novo? Porém quando você pediu a 2ª vez a experiência foi tão ruim que deu até vontade de ligar lá para tirar alguma satisfação com o estabelecimento? Parece que o confeiteiro resolveu baratear na massa do bolo e ele não está tão molhadinho como era da primeira vez, ou o espetinho que veio ótimo na primeira vez, na segunda você fica até na duvida se aquela carne que veio realmente era bovina.

Infelizmente esse tipo de comportamento é comum no mercado de alimentação. A primeira ação na crise é reduzir a qualidade do produto ao invés de reduzir a porção do produto.


Se comprometa com quem está comprando de você, se o seu cliente continua comprando de você é porque ele gostou do que foi entregue, então não mude isso a não ser que seja para melhor.

  • ENCANTE O SEU CLIENTE.

Hoje o grande desafio do delivery é gerar boas experiências com o cliente na casa ou no trabalho dele.

Pense bem: Você como consumidor gostaria de receber um brigadeiro todo amassado? O brigadeiro com o pó do doce de leite ninho e vice-versa?

Aqui perto da minha casa tem uma pizzaria que eu como lá desde que eu era criança. Eu sempre gostei muito do sabor à moda que vinha presunto, mussarella e ovo; eu adoro esse sabor. Depois que me casei  eu pedia lá constantemente, a pizza lá é muito boa e sempre me trazia boas recordações. Porém nas últimas vezes que pedi a pizza comecei a enfrentar um problema muito sério. A embalagem da pizza começou a vir tão ruim, tão ruim mas tão ruim que quando eu abria a pizza o cheiro já não existia mais, somente um fedor de papelão reciclado subindo no meu nariz. Falei uma vez mas fingiram que não me ouviram.

O que você acha que aconteceu?

Acha que eu sou o único que se importa com isso porque eu produzo embalagens?

Não se engane, todos nós queremos ser mimados e encantados.

Todos queremos ter boas experiências e para isso você precisa entregar os seus produtos da melhor forma possível. Você quer vender um pedaço de bolo por R$ 15,00 R$ 20,00 ou R$ 25,00 e espera mesmo que o seu cliente o receba em uma embalagem de isopor super satisfeito? Você quer que ele finga que aquilo não está acontecendo?
As pessoas pagam um valor mais alto nos produtos por delivery porque elas esperam que a experiência da chegada do produto seja no mínimo de Impressionar.

PORQUE VENDER NO DELIVERY?

Quando pensamos em comida boa, logo vem a memória a comida quentinha, fresquinha, aquela que acabou de ser preparada e você serve na mesa para o seu cliente, não é mesmo?

Pois bem. Em 2020, devido a pandemia, esta realidade foi alterada para mais de 80% dos estabelecimentos que trabalham com comida no Brasil. Uma pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva, encomendada pela VR Benefícios, demonstrou que a proporção de restaurantes, lanchonetes, padarias e mercados brasileiros que fazem delivery passou de 49% antes da pandemia, para 81% depois das medidas restritivas.

O Delivery é um dos grandes aliados da população durante a pandemia. Aos que estavam isolados em casa, em home office. Como também para as pessoas que perderam seus empregos o delivery se tornou uma forma de geração de renda para entregadores.

O estudo demonstrou que 47% dos estabelecimentos criaram novos canais de venda a partir da pandemia como forma de sobrevivência. O comércio pelo telefone foi o mais adotado, com 71% de adesão. Na sequência, vem o Whatsapp (63%), o e-commerce próprio (51%), as vendas online (42%) e os aplicativos de entrega (39%).

Mas como foi que estes estabelecimentos fizeram para sobreviver, tendo que oferecer 100% de seus produtos por meio de Delivery? Como manter a qualidade?

Escolha o material adequado para cada tipo de alimento.

Você sabia que não é todo papel que pode entrar em contato direto com o alimento? Sim, você precisa saber que existem empresas no mercado que produzem embalagens utilizando inclusive papel reciclado, o que não deve em hipótese alguma entrar em contato com alimentos.

Por isso, na hora de escolher um fornecedor, tenha o cuidado de se informar se o papel que será utilizado para produzir a sua embalagem pode ter contato direto com o alimento, se a tinta que é utilizada para impressão é atóxica e principalmente, se os plásticos que revestem as embalagens estão aptos a resistirem a altas ou baixas temperaturas.

Análise o tamanho da sua embalagem apropriada para Delivery.

No trajeto do delivery, acontece muita movimentação, por isso é importante que para cada item do seu cardápio você faça uma boa adaptação do produto a embalagem, de forma que não sobre ou falte espaço na acomodação.

Tenha atenção ao design da Embalagem.

Parece clichê mais a primeira impressão é a que fica… Estamos na era da ‘’DIVULGAÇÃO’’ e o que vale hoje é falar… falar bem, falar mal… Você já viu que quando você recebe uma embalagem diferente, seja de um perfume, de uma roupa, de um presente, comida, a apresentação faz toda a diferença?

Escolha o Design da sua embalagem de forma a se comunicar com o seu cliente. O seu produto chega primeiro nas mãos do seu cliente através de uma embalagem, então é importante que este primeiro contato seja marcante, e encante o seu cliente logo de cara.

Para isso, existem empresas que oferecem Desenvolvimento de moldes de embalagens, Desenvolvimento de Criação de artes personalizadas e exclusivas para o seu negócio.

Afinal, você vai querer receber um monte de marcações de clientes divulgando a chegada triunfal do seu produto na casa dele não é mesmo?

Tenha cuidado à higiene na manipulação das embalagens.

Quando falamos de comida, a palavra-chave é HIGIENE… Ninguém vai gostar de abrir uma marmita e encontrar um belo e lindo fio de cabelo não é mesmo? Devemos ter cuidado na montagem, manipulação e manuseio de todas as embalagens. Muitos se preocupam em preparar a comida com muito zelo e cuidado, mas se esquecem de na etapa final, garantir o cuidado necessário para que nada saia errado durante todo o percurso.

Escolha os melhores fornecedores.

Existem muitas empresas no mercado que não estão habilitadas para produzir embalagens para alimentos. Apesar de ser um assunto muito sério, sabemos que muitos ainda enganam o consumidor e oferecem gato por lebre.

Empresas que oferecem embalagens a um custo muito inferior ao que você está acostumado a comprar, podem estar te ofertando um produto que além de não possuir a qualidade capaz de entregar ao seu cliente um resultado eficiente no quesito Embalagem, podem até causar mal à saúde de seu cliente.

Faça o seu dever de casa e realize uma boa triagem de seus fornecedores, afinal, a reputação do seu negócio está totalmente ligada a qualidade do que você investe na hora de comprar.

A mesma pesquisa mostrou que em 2021, apesar da retomada do comércio, muitas empresas estão ampliando e aperfeiçoando o comercio online de comida. O objetivo disso é estarem cada vez mais preparados para atuar de maneira eficiente seja para receber o cliente como para entregar em sua casa.

Além disso, existem estabelecimentos que inclusive optaram por reduzir custos de manter um estabelecimento físico e optaram em trabalhar somente com o delivery.

A pandemia nos pegou de surpresa e nos obrigou a reinventar nosso método de vender comida. Devemos agora, aproveitar a experiência adquirida em meio ao caos, para manter nossos negócios funcionando com eficiência diante de qualquer novos desafios que possam vir.

O momento atual ainda é delicado, imprevisível e devemos estar preparados!

De volta à lista